terça-feira, junho 06, 2006

Cabelo Brancoooooo!!!!!!!!!!!!!

Juro que não sou do tipo que tem ataques de "histeria" por aí. Não mesmo. Mas segunda-feira, 5 de junho, tive um início de pânico quando a Janine mexia no meu cabelo e soltou a frase inusitada.

-Um cabelo branco.

-Ahhhhhhhhhhhhhhhhhh..... credo!

Minha reação foi absolutamente involuntária. O grito grave chamou atenção dos presentes, cerca de dez pessoas que guardavam o silêncio típico do local. Estavámos no cemitério. Senti-me envergonhada, disfarcei e fingi ter esquecido o fato.

Já na redação, tive um dia de turbulência. Daqueles em que as pouca coisa dá certo. Era deputado que não atendia telefone, senador que não dizia o que interessava, enfim... Mas a cada intervalo o fio prateado voltava a me tomar os pensamentos. O sentimento era de angústia.Queria me livrar daquele simples amontoado de queratina que carregava em si o peso da idade.

Exagerada

Acredito que não. É que o primeiro cabelo branco representa muito na vida de uma pessoa. Primeiro assusto porque em minha família as pessoas costumam demorar para ter fios brancos. Depois porque me assusta a idéia de a vida estara passando tão rápido e aparentemente fora de meu controle. O nascimento deste cabelo significa que tenho que apertar ainda mais o passo para correr atrás do que desejo.

Não haverá outra chance, assim como não haverá o nascimento de outro primeiro cabelo branco. Ai, lembrei do meu querido professor Signates que um dia depois de uma discussão do núcleo de pesquisa, me aconselhou a aproveitar mais o que de bom as escolhas que fiz me trouxeram. Ainda que meu ímpeto me levasse a somar apenas os prejuízos.

Na verdade tento ter paciência, pensar no tal "lado bom", e estava quase conseguindo. Até que veio esse cabelo branco aí para me pressionar. Ai, ai...

Ah, tem um problema: ainda não consegui me livrar do fio intruso que sumiu em meio aos meus adorados cabelos escuros. Por favor quem achar: denuncie!

4 comentários:

P.F. disse...

Puuuutz! Uma dissertação sobre o primeiro cabelo branco. Quando você me contou isso, na volta da padaria, eu não imaginei que fosse tão sério. Para sua informação, primeiro cabelo branco não é sinal de velhice. No mais, como eu te disse, é bem provável que você já o tivesse há muito tempo, mas ninguém mexeu no seu cabelo o suficiente para encontrá-lo. O primeiro que apareceu na minha cabeça foi aos 16. E eu achei foi engraçado. Deixa de ser boba, mulher.

Jornalillian disse...

Ah Paola,
Não tire o volar simbólico-cultural da aparição, ou talvez da primeira vez que soube, do tal fio branco. Milhões de beijos.

Sou exagerada... agora vou escrever outro sobre o que me disse hoje. Do significado simbólico do meu jeito de movimentar o corpo.

Beijos.

Lídia disse...

Eita... não tiro a razão da Lillian em se assustar com o primeiro cabelo branco, não! Mas a Paola tem razão: não significa (não necessariamente) que seja sinal da velhice. E q interessante vcs se lembrarem do primeiro fio branco. Eu não me lembro (o máximo q consigo é lembrar do primeiro beijo... kkkk). Só sei que já acharam alguns louros em mim (o q me preocupa muuuuuito mais) e disseram q eram brancos, até os arrancarem e provar q não o eram... affff, q "complication" esse período! rsrsrs... Enfim, é pra isso q foi criada a tintura de cabelo, Lillian... ;)
Bjim!

Jornalillian disse...

afff não é para tanto ainda. Na verdade nunca mais achei esse tal fio branco hahahaha.... espero precisar pintar só daqui uns 20 anos.... hihihi