segunda-feira, dezembro 31, 2007

Pioneirismo

Não queria deixar para escrever este texto em dezembro, como um daqueles tradicionais balanços de fim de ano. Na verdade, em abril pensei: vou escrever. Mas como este foi mesmo um ano mais corrido que os outros, em que as 24 horas do dia foram mesmo insuficientes para tantas atividades, o texto ficou para hoje: dia 31 - o limiar. Este foi mesmo um ano de pioneirismo para mim, um 2007 muito importante que marcou transições únicas, principalmente no aspecto profissional.
Em março duas grandes mudanças: o novo trabalho e a aprovação no mestrado. E não foram simples transições. Passei a trabalhar no Jornal Daqui, o primeiro jornal popular de Goiás, da Organização Jaime Câmara. Ingressei na primeira equipe de jornalistas do primeiro jornal do estilo no Estado. Ao mesmo tempo, fui aprovada na primeira turma do mestrado em Comunicação da Universidade Federal de Goiás (UFG). Um ano de pioneirismo, de coisas totalmente novas: para mim, para a cidade, para o Estado e para a pesquisa do País. Conquistas que me alegraram muito e fizeram desse um ano muito especial.
Outros passos prometem novos avanços no ano que começará em algumas horas. E isso me deixa bastante animada, claro que sem promessas - não acredito nelas. (Alguns planos só serão revelados a medida em que forem concretizados). Acredito no que desejo e sigo abrindo esses caminhos. E muitos desafios, como a dissertação que tenho pela frente e a estréia como professora de jornalismo!
Na vida, importante reencontros me deixaram melhor: a amiga da faculdade que retornou ao convívio e mesmo pessoas que não via desde o ensino médio "reapareceram" diante de meus olhos.
Claro que houveram decepções no quesito pessoas: mas disso não quero falar aqui, sigo reestruturando meus sentimentos e relacionamentos sem pressa de acertar. Então, que venha 2008 e que seja bom. Bom para mim, bom para você, bom para minha flor, bom para o mundo.

2 comentários:

David Nascimento disse...

Agradeço a visita, e mais ainda que simples agradecimento, é um prazer ter recebido sua visita, pois trouxe-me pé-por-pé até aqui, para poder contemplar um pouco, um pouco do que satisfaz a alma...
abraços!

David disse...

Digamos que "pé-por-pé", daria idéia de algo lento, calmo, mas nesse contexto seria para dizer que a sua visita me deu a chance de vir até aqui e com calma ler suas publicações... pé-por-pé, calmamente, lentamente, mas apreciando um pouco de cada coisa.