quarta-feira, março 08, 2006

dia iInternacional da mulher por uma Mulher

Data idiota esta em que é comemorado o dia internacional da mulher. Não sei qual a razão de existir um dia em que homens soltam a voz para falar da importância da presença feminina no mundo. E é sempre a mesma coisa: 'A mulher tem jornada tripla, trabalhar fora, cuida dos filhos, da casa e do marido por isso é uma heroína!'. Heroína uma merda, na verdade é vítima de uma sociedade de costumes machistas que considera a mulher responsável pela harmonia, pela candura do lar. Quem disse que mulher quer carregar tais responsabilidades, tal sistema é tão imbecil que homem também trabalha fora, também namora e casa ( e a maioria trai a esposa, leva fama de 'fodão' e como disse um 'amigo' é esperto), sai do trabalho dá um alô pra família e rua, isso quando não sai direto. Hoje o fim do meu dia foi o retrato dessa 'valorização' da mulher. Estou revoltada e ai de quem me parabenizar por ter que trabalhar o triplo e ganhar a metade.

Ah, e o pior nem é isso. Sou muito expansiva e por isso quantas vezes alguns homens (imbecis) não fizeram julgamentos baseados em aparências, o que transformou minha naturalidade em estigmas como 'atirada', 'desbocada' e outros adas da vida. Se fosse homem não seria assim. Podem até me perguntar se gostaria de ser homem. Não, gosto de ser mulher, mas sonho em viver em uma sociedade menos hipócrita, que olhe mulher com naturalidade, não igualdade porque não existe, mas respeito e sem os tais estigmas machistas. Enquanto esse dia não chega, odeio datas demagogas como a de hoje e sinceramente não aceito PARABÉNS, não no dia 8 de março.

4 comentários:

Pedro Palazzo Luccas disse...

Acho que te falei parabéns no dia 8, né? Se sim, desculpa. E, como hoje não é dia 8: parabéns.
Beijo.

Lídia disse...

esse texto fala muito por nós... e estigma é o q não falta, pra todo o tipo de mulher. O "ada" de "recatada", "fechada"...
o "obe" de "esnobe"...
o "ente" de independente (q por incrível q pareça, não é bem encarado por muitos, já q envolve não ser conservadora, nem submissa ao discurso machista, como vc mesma disse)...
e um monte de outros sufixos q são pura hipocrisia...
Bjim pra vc!

Lídia disse...

Relendo o texto e o meu comentário (rs), também mantenho meu apoio à sua opinião, de antes e de sempre...
Bjos! E saudades!!!

Lillian Bento disse...

Lidinha, querida, que saudade! muito bom ter você compartilhando comigo esses sentimentos por todos esses anos. Um super beijo!