quarta-feira, agosto 22, 2007

As inépcias da mediocridade

No fundo do mar existem aquelas cavernas escuras, tomadas de breu. Por elas nadam pequenos peixinhos que são levados até ali por uma luz brilhante e sedutora. A luz conduz esses medíocres seres que se entregam na esperança de alcançar o gozo prometido. Mas quando estão ali, sem saída, o pequeno ponto brilhante da sedução revela o peixe-monstro que o conduz. Preso, o pequeno tenta reagir, mas está encurralado. Morre. Sou o peixinho (de novo).

Um comentário:

rinaldo disse...

mas o peixinho pode ir pra outra luz! tem tantas luzes no fundo do mar... e a maioria delas são confortáveis e acolhedoras, é só o peixinho saber escolher.

beijo!