domingo, julho 20, 2008

Sobre fechar os olhos

Nos meus períodos de silêncio procuro me enganar. Fingir não sentir o que sinto, fingir sentir o que não sinto e intensificar as ilusões. Mas minha farsa tem fim todos os dias quando me fecho em meu quarto, quando me encontro - como agora. E escrevo aqui porque cansei de fingir, mas cansei também de não fingir e me entregar sinceramente à vida. Não há o que me faça querer ceder, querer me jogar, querer viver sem cautelas e sem precauções. Ao contrário. Por isso, diante da vida e do que ela me coloca diante dos olhos, pensei que não vivo de falsas verdades, mas de verdades falsas e isso me parece mais atraente. E assim, vou viver melhor de olhos fechados, construindo um não-lugar que pode ser um ótimo lugar. Não quero mais olhar para o que me faz chorar, para o que me fere a alma... se é covardia, não sei. Vejo como opção, como nos disse Lennon e McCartney:

" Living is easy with eyes closed
Misunderstanding all you see.
It´s getting hard to be someone
But it all works out
It doesn't matter much to me..."

Melhor assim! (L.B.)

6 comentários:

Anônimo disse...

Covarde!

Anônimo disse...

corvarde não será quem se esconde no anonimato??????????
Se é amigo(a) não tem porque se esconder...
se não é amigo(a) é um covarde apontando outro que julga covarde...
anõnimo sou mas covarde não!
covARDE ARDE EM JULGAR!

JornaLillian disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
JornaLillian disse...

Hahahaa.... adorei a discussão de anônimos! Anônimo 2, obrigada pela defesa! hahaha... Anônimo 1, pode ser covarde mesmo, em momento algum disse q não... não é o mais importante! =)

David Nascimento disse...

Tão movimentado isso aqui... Mas sem tilts...
"Strawberry Fields forever..."

JornaLillian disse...

Esse sentimento passou!