quarta-feira, abril 16, 2008

Abraços e Ah! braços...

O Houaiss me diz que abraço é o ato de apertar entre os braços - amplexo. Demonstração de afeto ou junção de coisas ou pessoas - aderência, fusão. Para além do dicionário digo que há abraços e só braços entrelaçados - Ah, braços! Como é bom abraçar quando se deseja os braços alheios, quando se quer o peito em que se aperta o corpo. Nestes casos a aderência é certa e a fusão vai além do corpo, toca a alma, produz cheiros e lembranças.

Como é ruim abraçar por abraçar. Apertar braços, braços, braços e braços sem conseguir um Abraço! E por mais que conheçamos vários abraços, alguns serão sempre especiais. Alguns não teremos mais e se transformarão em saudades, lembranças. Alguns desses podemos até sentir com os olhos fechados. Por que um Abraço de verdade provoca sensações para além do corpo que jamais serão esquecidas. O olfato sente, o tato sente, a alma sente. É deste abraço que agora sinto falta. Fecho os olhos para sentir. Toco os meus braços para lembrar.

Abracei outras pessoas e me vi "buscando em outros braços seus abraços", mas me perdi. Não tem jeito... Buscar um abraço em outro só nos faz encontrar o vazio. Cada braço tem um abraço. (Lillian Bento)

2 comentários:

Lídia disse...

se o seu negócio era tocar alguém, pronto! já conseguiu. O coração ficou apertado daqui depois do seu texto... :-(

JornaLillian disse...

É o meu negócio é sempre soltar no blog o q tenho na alma. E nesse momento era isso... tocar alguém eu bem queria, mas... vou ficar sem por hora. Mas o abraço é mesmo uma troca de energias forte demais para ser banalizado... viva o abraço sincero! Valeu Lidinha!